Concurso INSS 2020 - Comissão formada para o edital de 8.230 vagas

Foi divulgado no Diário Oficial da União desta quarta-feira, 29 de abril, a comissão organizadora do próximo edital com mais de 8 mil vagas para o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), que visa realizar contratações de aposentados e militares temporariamente. A seleção foi autorizada ontem, 28.


Segundo o texto publicado no Diário, a comissão responsável pela seleção deverá praticar todos os atos necessários à realização do chamamento público e processo seletivo simplificado. O grupo de trabalho vai ter 3 meses, com possibilidade de prorrogação por igual período, para conclusão dos preparativos para realização da seleção.

Na expectativa de realização de um novo concurso público do INSS para efetivos, a medida do Governo em contratar militares e aposentados tem o objetivo de reduzir filas no Instituto. Hoje, são aproximadamente 2 milhões de análises que ainda estão no aguardo por atendimento.

Vagas

Segundo o documento autorizativo, serão chamados em edital, nada menos que 8.230 novos trabalhadores para o Instituto. O chamamento público sairá em até seis meses, ou seja, até outubro. A expectativa é que o documento seja publicado muito antes desse prazo.

Do quantitativo de vagas, a maior parte será para função de execução de atendimento e serviços administrativo. Os profissionais (serão 7.400) vão atuar nas agências da previdência.

Além disso, serão oferecidas oportunidades para Subsecretaria da Perícia Médica Federal (SPMF), com 255 vagas, e para o Conselho de Recursos da Previdência Social (CRPS), para atividade de apoio, com 235.




Trabalho remoto

De um total de 8 mil profissionais que serão convocados pelo INSS, aproximadamente 1.000 vão exercer suas funções de forma remota, neste período de pandemia do novo coronavírus.

A análise de benefícios em home office será feita através de aposentados de carreira do órgão. A contratação deles será feita de forma imediata.

Já quanto aos militares da reserva, eles vão atuar no atendimento dos cidadãos. Ou seja, eles só vão exercer suas funções no momento da reabertura das agências e fim do isolamento social. O atendimento ao público está suspenso, até então, até 31 de abril. O prazo pode ser prorrogado.

Seleção via chamamento público

A contratação em caráter temporário de aposentados do INSS foi regulamentada recentemente, com a publicação da MP nº 922/2020. Como previsto no texto, os profissionais vão ser convocados através de um processo seletivo simplificado, chamamento público. Não serão aplicadas avaliações escritas.

Mais informações sobre os requisitos serão divulgados no edital. No entanto, já se sabe, por exemplo, que não poderão ser contratados os aposentados por incapacidade permanente ou com idade igual ou superior 75 anos.

Segundo previsão do INSS, os aposentados contratados vão contar metas de desempenho e o pagamento poderá ser efetuado conforme produtividade, ou seja, com valor variável, e duração da jornada de trabalho. Além disso, os profissionais ainda poderão receber diária, auxílio-transporte e auxílio-alimentação.

No caso dos militares, o INSS vai pagar um adicional de 30% sobre o valor recebido enquanto inativo. O Governo Federal tem o objetivo de regularizar a fila de benefícios do INSS até outubro

No dia 25 de março, uma portaria foi publicada para determinar em quais condições e procedimentos seriam feitos a contratação de militares da reserva. Em outro momento, o governo já havia anunciado o objetivo de contratar nada menos que 7 mil reservistas para atuação em caráter temporário, para auxiliar o atendimento aos beneficiários, além de aproximadamente 1.000 aposentados do INSS.

Os interessados devem estar atentos às condições publicadas no documento, que são:

  • Os interessados devem estar na reserva remunerada ou ter sido reformado pela idade limite;
  • Não possuir condenação criminal;
  • Não ter sido exonerado por falta de desempenho ou por motivo de ordem moral, disciplinar e penal;
  • Não ter sido condenado por ato doloso.


Concurso INSS para efetivos

A contratação de profissionais aposentados e militares é uma proposta do Governo Federal para amenizar a fila de pedidos do benefícios, antes da abertura de um novo concurso.




Leonardo Rolim, presidente do órgão, em entrevista recente ao jornal O Globo, afirmou a necessidade de realização do concurso. Ele, porém, não confirma há previsão de quando isto poderá se concretizar. “Vamos precisar fazer concursos, mas agora não é o momento”, disse.

Pedido de novo concurso para INSS é para 7.888 vagas

Está em análise no Ministério da Economia, o novo pedido de concurso para nada menos que 7.888 vagas, distribuídas entre as funções de Técnico do Seguro Social (nível médio – 3.984 vagas), Analista – diversas especialidades (nível superior – 1.692 vagas) e Perito Médico (nível superior – 2.212 vagas).




O cargo de analista tem remuneração de R$ 7.954,09, enquanto que o perito Médico tem ganhos de R$ 10.616,14 mensais. Os rendimentos já contam com o auxílio-alimentação de R$ 458.

Anterior
Proxima